Notícia | Saitama
Nova placa Mercosul

Nova placa Mercosul

Desde janeiro de 2019, as novas placas de veículos com padrão Mercosul começaram a ser utilizadas. A adoção do sistema foi anunciada pela primeira vez em 2014, porém, após disputas judiciais e adiamentos, a nova placa já é obrigatória em todo o território brasileiro.O formato também é adotado na Argentina, no Paraguai e no Uruguai.

 

Quais grupos de veículos devem fazer a troca para placa Mercosul?

• Primeiro emplacamento.

• Mudança de municípios.

• Mudança de propriedade do carro.

• Mudança de categoria (carro de passeio que virou táxi, por exemplo).

Nos demais casos, a nova placa ainda não é obrigatória.

 

O que a nova placa traz de diferente

Enquanto a placa cinza traz uma combinação de três letras seguida de quatro números, a Mercosul é formada por três letras, um número, outra letra e dois algarismos, nessa ordem. O dono não poderá mudar a sequência do seu veículo ao fazer a troca de placa.

O segundo algarismo da placa atual deve ser substituído por uma letra, de acordo com a tabela:

 

Placa antiga           Placa nova

          0                            A

          1                            B

          2                            C

          3                            D

          4                            E

          5                            F

          6                            G

          7                            H

          8                             I

          9                            J

 

Portanto, uma placa ABC 1234 passa a ser ABC 1C34 – o número dois é trocado pela letra C. 

 

A troca de um número por uma letra permite cerca 450 milhões de combinações, a serem compartilhadas entre todos os países do Mercosul, bem mais do que as 175 milhões de possibilidades das atuais placas com fundo cinza. 

 

O aspecto da placa também é diferente. Apenas o tamanho é o mesmo. No lugar da tarja preta com o nome da cidade, a placa tem uma faixa azul com o nome e a bandeira do país. O fundo é sempre branco, já as cores da combinação alfanumérica mudam de acordo com a função do veículo: 

• Preta -- carro particular 

• Cinza -- veículo antigo de coleção 

• Vermelha -- comerciais ou de aprendizagem 

• Amarela -- diplomático ou consular 

• Verde -- especial (como protótipos de testes) 

• Azul -- veículos de órgãos oficiais

 

QR Code

O padrão Mercosul deixou de adotar o lacre, substituído pelo QR Code, com o qual será possível descobrir todas as informações sobre o veículo, bem como rastrear a produção de determinada placa, com o objetivo de prevenir clonagens. 

 

Banco de dados integrado


As novas placas têm um banco de dados integrado entre os países que adotam o formato, permitindo aos agentes de trânsito e polícias consultarem as informações de determinado veículo, seja ele registrado no Brasil, na Argentina, no Paraguai ou no Uruguai. 

 

Agora, você está por dentro de tudo sobre a nova placa Mercosul com essas informações que a Saitama passou para você. Se mesmo assim, você ainda tiver ficado com alguma dúvida, é só entrar em contato com o Detran do seu estado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma empresa do grupo AVG

logo-ibama